segunda-feira, março 10, 2008

Espanha

Um vírus (não informático) ou outro bicharoco qualquer que atacou metade da família (a minha metade) nos últimos dias impediu-me de dar a justa atenção ao caso das eleições espanholas. Constato, contudo, que do ponto de vista dos resultados, acabou por não suceder nada que obrigasse a uma revisão disto. E que do ponto de vista da sua interpretação política, não aconteceu nada que me leve a rever isto. O PP não parece ter perdido tanto como merecia, ou tanto como precisava, para se poder renovar e abrir espaço para figuras como esta. Mas vamos ver os próximos dias: pode ser que me engane.

P.S.- Nos órgãos de comunicação social portugueses, a precipitação habitual quando se trata de interpretar as sondagens estrangeiras. De que parlamento com menos de 350 deputados estavam a falar as pessoas que escreveram isto ou isto?
Enviar um comentário