quarta-feira, julho 06, 2005

Autárquicas, Coimbra

IPAM, N=400, Telefónica, sem data de trabalho de campo online

Carlos Encarnação (PSD/CDS-PP/PPM): 38,3%
Vitor Baptista (PS): 13%
José Manuel Pureza (BE): 5,1%
Gouveia Monteiro (CDU): 4,6%
Outros: 1,8%
Indecisos: 27%
Não responde: 10,2%

Não vão votar: 32,5% em relação ao total da amostra
Não sabem se vão votar: 18,5% em relação ao total da amostra

Após redistribuição de indecisos (feita pelo IPAM "de acordo com a matriz de transferência/fidelização de voto tendo em conta as autárquicas de 2001"):
Carlos Encarnação (PSD/CDS-PP/PPM): 61%
Vitor Baptista (PS): 22%
Gouveia Monteiro (CDU): 11%
José Manuel Pureza (BE): 5%

Fonte: Diário de Coimbra, enviado por amável leitor.

A encarar com as cautelas necessárias ditadas pela distância temporal em relação ao acto eleitoral e a dimensão reduzida da amostra. Há também - pelo menos na versão online da notícia a que acedi - uma certa falta de clareza no processo de redistribuição de indecisos, se bem que seja sempre difícil explicar como se fazem estas coisas. Mas por isso mesmo, haveria que explicar, por exemplo, como é que o BE tem 5,1% em intenção directa de voto e fica só com 5% após a redistribuição de indecisos.

Provavelmente, o voto em eleições passadas está aqui a pesar muito nesta redistribuição. Mas se assim é, importa pensar no seguinte. O BE teve, como se diz na notícia, 1,8% nas últimas autárquicas em Coimbra. Mas teve 3,7% no concelho de Coimbra nas legislativas de 2002. E 8,8% no concelho de Coimbra nas legislativas de 2005...
Enviar um comentário