quinta-feira, janeiro 03, 2008

Over by Tuesday?

No Insurgente, duvida-se que na Super Duper Tuesday, o dia 5 de Fevereiro de 2008, se fique a saber o nome dos candidatos dos partidos Democrata e Republicano.

Não há dúvida que é possível que permaneça alguma incerteza depois desse dia. Nessa altura, terão sido realizadas primárias em apenas (este "apenas" devia ter aspas) 30 estados para o candidato Democrata e 28 para o candidato Republicano. "Apenas" 60% dos delegados estarão eleitos por essa altura. E nem todos estão comprometidos com um candidato. E as convenções terão "superdelegados", não determinados pelos resultados das primárias. Matematicamente, é claro que é possível que os nomeados só se conheçam na última primária, a 3 de Junho.

Mas é, claro, altamente improvável. Na era "moderna" das primárias (e na era "pós-moderna" das Super Tuesdays, que começou em 1988), houve apenas um caso onde uma candidatura (de um partido onde o incumbent não seja o candidato) não ficou decidida na Super Tuesday. Foi em 1988, precisamente, com Dukakis a emergir após resultados inconclusivos nos estados do Sul. Mas em 1992 decidiu-se Clinton, em 1996 Dole, e em 2000 Bush e Gore. Acresce a isto que, este ano, com o crescente frontloading, a Super Tuesday vai bater o recorde de número de estados onde se realizam primárias e de número de delegados eleitos. Ao contrário das primeiras Super Tuesdays, o menu de estados é muito diverso, e vai desde o Arkansas à Califórnia. Eu ficaria muito, mas mesmo muito, surpreendido se tudo não ficasse decidido aí.
Enviar um comentário