quinta-feira, setembro 10, 2009

Heurística eleitoral

Diz-se muitas vezes que os eleitores recorrem a pistas simples para tomarem decisões. Em vez de analisarem programas eleitorais, recorrem à sua identificação partidária, à situação económica, ao comportamento e opiniões das pessoas que os rodeiam, etc. Aqui há uns meses, avancei a minha heurística para as próximas autárquicas em Lisboa. Mas se não tivesse essa, usava esta. A minha decisão ficaria igualmente facilitada e chegaria à mesma conclusão. De resto, a minha única curiosidade é saber o que pensa hoje Helena Roseta sobre este assunto e o que pensam os 19.740 lisboetas que nela votaram.
Enviar um comentário