terça-feira, dezembro 20, 2005

Marktest, Presidenciais, 20 de Dezembro

Divulgada hoje a sondagem Marktest para o DN e a TSF:



A evolução da média móvel das últimas três sondagens fica assim:



Em relação às sondagens anteriores, duas confirmações: uma sobre tendências, e outra sobre a impossibilidade de inferências.

A tendência já tinha sido assinalada aqui e aqui: a subida de Soares e a descida de Alegre. Ela vê-se na comparação das sondagens Aximage entre si (Alegre de 19% para 14%, Soares de 12% para 17%), Eurosondagem (Alegre de 16,9% para 12,5%, Soares de 18% para 20,4%) e, agora, Marktest (Alegre de 19% para 16,2%, Soares de 13% para 14,8%). É demasiada regularidade para ser coincidência.

A impossibilidade de inferência já tinha sido assinalada aqui: "em rigor, acho que ninguém pode dizer com segurança quem recolhe, neste momento, mais intenções válidas de voto, Alegre ou Soares." É certo que, se a tendência anterior continuar, esta questão poderá resolver-se em breve. Mas as diferenças entre os resultados dos diferentes institutos continuam a ser muito grandes e, nalguns casos, em sentidos contraditórios, para além do facto de esta sondagem da Marktest ser, das cinco sondagens mais recentes, a terceira que coloca os dois candidatos a uma diferença inferior à margem de erro amostral.

Lá em "cima", tudo na mesma...
Enviar um comentário