quarta-feira, setembro 17, 2008

Previsões

Tenho vindo aqui a defender a ideia de que, para quem quer ter uma boa ideia do que vai suceder nas eleições americanas em Novembro, as sondagens, nacionais ou estaduais, podem ser enganadoras. Na verdade, a experiência passada mostra que elas só começam a convergir nos resultados finais bastante tarde, certamente só após os debates e, por vezes, até mais tarde.

Quais as alternativas, então? Os mercados electrónicos, e o Iowa Market em especial, têm desempenhado bem como instrumentos de previsão. E o que dizem as cotações? Teimosamente, apesar das flutuações das sondagens e da vantagem que McCain adquiriu nas intenções de voto nacionais, a cotação de Obama no contrato vote share anda, desde Maio passado, acima dos 50%, ao passo que no contrato winner take all (no fundo, a probabilidade de vitória) acima dos 53% (apesar de ter levado um grande rombo desde Julho).

A outra alternativa são as estimativas econométricas. Já aqui reportei algumas das mais recentes, e todas davam uma percentagem de voto superior a Obama (nuns casos marginalmente) Mas..

O último número da PS, uma revista da American Political Science Association, vai ter, como de costume, as previsões. Aqui estão:

A primeira coisa que salta à vista é que a única previsão que não era conhecida até agora, a de James Campbell, dá a vitória a McCain. Há também duas que os dão empatados. A de Campbell é a mais recente, e distingue-se da maior parte das outras por combinar dados de intenção de voto com dados da economia (apesar de Wlezien e Erikson fazerem o mesmo).

O que significa que a incerteza continua. E falta tomar em conta choques como a falência do Lehmann Brothers e a crise na AIG (apenas e só a 18ª maior companhia do mundo), como vão correr os debates, até que ponto as próprias sondagens (usadas nalguns destes modelos) sofrem de um Bradley effect ou, no sentido inverso, de uma subestimação da mobilização eleitoral dos Democratas, etc, etc, etc. Os dias não estão fáceis para os prognosticators.
Enviar um comentário