segunda-feira, outubro 24, 2005

Nação

Um pequeno equívoco, esclarecido aqui.

A Constituição Espanhola está cheia destas coisas, ambiguidades, palavras proibidas, ou palavras-código que significam umas coisas para uns e outras para outros. O resultado do "consenso" (estas aspas já são ligeiramente irónicas, mas era complicado explicar agora porquê...). Por exemplo, "Federalismo" é quase palavra proibida, se bem que nada falte à Espanha para ser uma federação (um federalismo assimétrico e competitivo, claro, mas federalismo nonetheless).

Sobre a discussão acerca da utilização do termo "Nação" no Estatut, e para ficarmos só pela imprensa recente, ver aqui ou aqui. Um estudo aprofundado destas e doutras questões do domínio do simbólico (mas não por isso menos relevantes) na transição espanhola é este.
Enviar um comentário