sexta-feira, junho 05, 2009

Previsível empate técnico

Não consigo imaginar o que quererá o Público dizer quando diz que um dos resultados mais previsíveis na noite eleitoral será um empate técnico. Penso que quer Vital quer Rangel disseram que a vitória era ter mais um voto do que o oponente. Pelo que, provavelmente, o Público quererá mesmo dizer que os dois terminarão com o mesmo número de votos. Nem sei bem como calcular a probabilidade de que ambos acabem com o mesmo número de votos, mas vou fazer um esforço por quantificar tais quantidades.

Para começar, Portugal tem cerca de 8 milhões de eleitores. Destes, cerca de 65% não votarão, pelo ficamos com 2 milhões e 800 mil votantes. Como apenas queremos analisar a possibilidade de empate entre o PS e o PSD, retiremos os restantes eleitores. Admitamos, para simplificar que o PS e o PSD terão cerca de 2 milhões de votos ao todo. Para haver empate é necessário que vote um número par de pessoas (se o número for ímpar o empate é impossível). Simplifiquemos ao máximo e admitamos que votam exactamente 2 milhões de pessoas (um número par, portanto).

Lamento, mas ainda não chega. Temos de simplificar um pouco mais. Admitamos que a nossa percepção é de uma divisão completa. Ou seja, quando olhamos para um tipo pela rua, atribuímos-lhe a probabilidade de 50% de votar no PS e de 50% de votar no PSD. Com todas estas simplificações, a probabilidade de um empate é 0,00056. Um cenário probabilíssimo, como se vê. Mas, admitamos uma hipótese um pouco mais realista. Dado que o mesmo Público nos diz que o PS aparece à frente em quase todas as sondagens, é razoável admitir que um tipo que encontremos na esquina da rua vá votar PS com uma probabilidade de, digamos, 50,5%. Votará no Paulo Rangel com probabilidade de 49,5%. Com estes novos números, qual seria então a probabilidade de cada um ter um milhão de votos? A resposta a esta pergunta é de 0,000000000000000000000000000000000000000000000021 (salvo qualquer erro a digitar os quarenta e seis zeros). É este cenário que o Público, o melhor jornal Português, considera como um dos mais previsíveis.

Enviar um comentário